Notícias

Competências profissionais e mundo disruptivo

11 Jun 2021
Colégio Damas convidou o professor do Cesar School e UFPE Luciano Meira para conversar sobre os desafios do futuro em um mundo de transformações

Em um mundo em constante disrupção, quais são e serão as competências profissionais do futuro? O tema complexo, desafiante e cheio de oportunidades foi apresentado, nesta quinta-feira (10/03), pelo professor da UFPE e Cesar School e empreendedor da Joy Education, Luciano Meira, para as Famílias Damas. O encontro remoto também foi espaço para esclarecer dúvidas sobre como a educação tem papel fundamental nessa transformação social. 

O nosso convidado é PHD em Educação de Matemática pela Universidade da Califórnia, mestre em Psicologia Cognitiva pela UFPE e bacharel em Pedagogia pela Fafire. Especialista em educação aplicada através de games/jogos, ele acredita que diversão, diálogo, desafio, narrativa e aventura fazem parte do novo DNA das escolas para o século 21. O professor destaca que o futuro exigirá de todos uma competência fundamental: a capacidade de resolver problemas complexos. Habilidade essa que muitas vezes é desenhada em um ensino baseado em desenvolvimento de projetos. 

“A curiosidade do estudante se reflete em sua alegria de conhecer. É pedra fundamental da aprendizagem”, nos indicou Luciano. Nesse processo de construção do aluno e do futuro profissional cada vez mais global, as famílias têm também um papel bem importante. “Muitas pesquisas mostram que as notas dos filhos melhoram se os pais participam de forma mais acentuada, apoiando esse estudante. Dialogar com os filhos comprovadamente tem impacto positivo. Uma segunda coisa é que os pais, mães, tios, avós, ou seja, a comunidade familiar, é uma comunidade de aprendizagem também”, explicou. 

“Disrupção. Uma palavra que vem marcando presença de forma cada vez mais constante no dia a dia de tantos de nós. Nos últimos dois anos, essa tendência de quebra no curso habitual das coisas ficou ainda mais iminente, exigindo de todos agilidade e criatividade para reinvenção. A forma como trabalhamos, nos relacionamos e aprendemos mudou e, decerto, continuará evoluindo neste mundo apoiado no digital, mas também cercado do potencial e diferencial humano”, comentou a diretora do Colégio Damas, irmã Marcela Sarmento.

notícias relacionadas