Notícias

Nome de Madre Loyola está eternizado em rua recifense

15 Set 2021
Em atividade pelos 125 anos do Colégio Damas, o espaço ganhou sinalização especial

Quem visita o Jardim do Baobá, às margens do Rio Capibaribe, no Recife (PE), pode conhecer um pouco do legado deixado por Madre Loyola Steyaert, primeira diretora do Colégio Damas. No local, que fica próximo à Instituição e ao Centro de Serviços Compartilhados (CSC), uma placa identifica a rua que leva o nome da religiosa, já eternizado nos mapas da capital pernambucana. Nela, é apresentado um breve relato biográfico da religiosa e o nome de todas as diretoras do Colégio, que completa 125 anos de fundação neste ano.

A cerimônia de bênção e descerramento da placa foi uma das ações em comemoração aos 125 anos e foi realizada, nesta terça-feira (14), com a presença da superiora-geral das Religiosas da Instrução Cristã, Irmã Eulalia Maria; da superiora provincial no Brasil, Irmã Cleonice Santos, além de outras irmãs, gestores do Colégio e do CSC e dos membros da comissão dos 125 anos.

Na ocasião, a diretora-presidente da Rede Damas Educacional, Irmã Marcela Sarmento, destacou a importância do papel de Madre Loyola para a história do carisma em terras brasileiras. “Ela foi uma mulher que conseguiu ver além do tempo e que não fez nada sozinha, pois conseguiu engajar e valorizar todos aqueles que se identificavam com a missão. Com essa placa, nós queremos firmar, aqui, a nossa história e o nosso legado para as gerações posteriores”, afirmou. Na ocasião, irmã Socorro Freire também usou o seu talento artístico e leu uma poesia para homenagear Madre Loyola.

A rua foi denominada de Madre Loyola por meio da Lei nº 1.113 de 8 de março 1951, uma data marcante por ser o Dia Internacional da Mulher e representar a força das religiosas pioneiras que vieram da Europa, a pedido da Igreja, para expandir o Carisma e evangelizar no Brasil.

Madre Loyola Steyaert - Liderou uma comitiva, com sete religiosas e uma leiga, que veio da Bélgica rumo ao Brasil, a fim de contribuir com a expansão do carisma sonhado por Madre Agathe Verhelle. Juntas, iniciaram as atividades do Colégio Damas, instituição de ensino que dirigiu por mais de quarenta anos. Mulher de virtudes e de fibra, soube alicerçar a missão sobre bases sólidas.

notícias relacionadas